Saiba potencializar os efeitos do protetor solar

É tempo de férias, verão e muito sol no Brasil. Nesta época, as pessoas costumam passar mais tempo ao ar livre, em parques, piscinas e acabam esquecendo o protetor solar, item fundamental para a saúde sempre e não só durante a estação mais quente do ano. Cuidar da pele contra os danos causados pelos raios solares é uma atenção que devemos ter o ano todo, já que os raios UVA e UVB podem causar sintomas que vão desde vermelhidão, ardência, queimadura, descamação, fotoenvelhecimento até doenças graves, como câncer de pele.

Expor-se ao sol até as 10h e depois das 16h, e não negligenciar o protetor solar são algumas maneiras de se manter a pele saudável. Porém, para que essa proteção seja eficaz, é preciso usar um bom produto, com Fator de Proteção Solar (FPS) mínimo de 30 e observar alguns cuidados, como passar cerca de 20 minutos antes de sair ao sol e reaplicá-lo a cada duas horas ou depois de mergulhos no mar ou piscina, tendo o cuidado de primeiro secar a pele antes, já que a água pode diluir e, assim, diminuir a eficácia da fórmula.

A proteção solar da pele não deve ser dispensada nem mesmo nos dias mais nublados, uma vez que as nuvens não impedem a ação dos raios UVA. “Nesses momentos, como não sentimos tanto o calor, o risco da exposição acaba aumentando”, alerta a farmacêutica Aiessa Balest, da Farmacotécnica. A profissional chama atenção também para os cuidados com a pele das crianças, que devem ser redobrados. “A partir dos seis meses de idade, os pequenos já podem começar a usar o protetor solar. O ideal é usar fórmulas específicas, que sejam hipoalergênicas e ofereçam proteção contra os raios UVA e UVB”, afirma.

Os adultos também podem optar por formulações que respeitem as características da cor ou tipo de pele (oleosa, seca ou mista), uma boa alternativa aos produtos industrializados. “Especialmente quem tem a pele mais oleosa, uma prescrição específica para rosto pode ajudar a evitar problemas como cravos, espinhas, poros e oleosidade. Para aqueles que já possuem manchas no rosto ou gostam do efeito ‘base’, os filtros solares com cor, além de deixar a pele mais uniforme, protegem da luz visível, que é aquela luminosidade vinda dos computadores, televisão e lâmpadas fluorescentes”, explica Aiessa.

Fotoprotetores orais também são excelentes aliados na defesa da pele contra os efeitos nocivos do sol, pois potencializam os resultados dos protetores solares tradicionais. O produto é disponibilizado em cápsulas ricas em substâncias antioxidantes, como o betacaroteno, Vitaminas E e C e Pycnogenol, que combatem os radicais livres e protegem o DNA das células de mutações e do impacto provocado pelos raios solares. “Vale ressaltar que esta proteção oral não substitui o filtro solar, mas potencializa seus efeitos, tornando o produto ainda mais ativo na proteção da pele”, afirma a farmacêutica.

Manter a pele bem hidratada todos os dias também é fundamental para que os ativos de proteção solar sejam absorvidos com mais facilidade.

YOFonte: Dino Noticias

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar nos Jornais de Grande Circulação do Rio de Janeiro como por exemplo O Globo, Extra e Expresso.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Jornal O Estado de São Paulo – ESTADÃO.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro e Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Diário Oficial de São Paulo – Imprensa Oficial.