Conheça mais Sobre a Enxaqueca

Qualquer dia, por melhor que seja, pode ficar ruim quando bate aquela dor de cabeça. E ela é mais comum do que se imagina: segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 90% da população no mundo sofre com algum tipo de dor nessa região, da mais simples aos casos crônicos. Porém, nem tudo o que se diz sobre a enxaqueca é confiável e, para esclarecer as dúvidas, o dr. Marcus Tulius, neurologista do CHN, separa o que é mito e o que é verdade sobre a doença:

Dores de cabeça só acometem adultos – Mito! Segundo o especialista, as crianças também sofrem com a doença – que pode começar já nos primeiros anos de vida. Caso o pequeno esteja se sentindo incomodado, é importante procurar tratamento rápido.

“Uma verdade que pode ajudar no tratamento da doença é que hábitos saudáveis amenizam as dores de cabeça. Por isso, é recomendado que o paciente escolha uma alimentação saudável e pratique atividades físicas frequentes, priorizando sua qualidade de vida”, explica o médico.

Enxaqueca é mais comum em mulheres – Verdade! Os hormônios femininos influenciam na doença, fazendo com que as mulheres tenham mais crises do que os homens. Em alguns casos, as dores podem começar na pré-adolescência, durante a primeira menstruação.

O paciente pode tomar analgésicos à vontade – Mito! O uso abusivo de medicamentos pode, inclusive, aumentar as crises de enxaqueca, transformando-a em uma doença crônica. É essencial que o paciente procure ajuda médica e siga as recomendações do especialista.

A enxaqueca pode ser hereditária – Verdade! Segundo o dr. Marcus Tulius, é possível herdar a doença da mãe ou do pai, porém essa não é a única forma de sofrer com enxaqueca – que pode ser desenvolvida ao longo da vida independente da hereditariedade.

 

MAFonte: Noticias Dino

Clique Aqui para conhecer o GAIP – Associação de Apoio e Intervenção em Psicologia, um espaço dedicado à promoção do bem-estar das pessoas, das famílias e da comunidade. Atendimento também via Skype: gaip.atendimento.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar nos Jornais de Grande Circulação do Rio de Janeiro como por exemplo O Globo, Extra e Expresso.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar  no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar  no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Diário Oficial do Estado de São Paulo.