Confira algumas dicas essenciais para lidar com o primeiro dia de aula da sua criança

O primeiro dia de aula de uma criança é sempre motivo de preocupação e inquietação para os pais. Angustiados, eles querem saber em quanto tempo seus filhos irão se adaptar à escola, aos amigos e à rotina, e, muitas vezes inseguros, querem saber como ter certeza se a escolha da escola foi acertada.

Se você é pai ou mãe e seu filho vai começar a frequentar a escola nas próximas semanas, tenha em mente os seguintes aspectos:

  1. Você pode e deve levar a criança para conhecer o espaço da escola com uns dias de antecedência, explicando-lhe que é ali que ela irá todos os dias, para conhecer novos amigos, novas brincadeiras e aprender coisas novas.
  2. Nas semanas que antecedem o início das aulas, converse bastante com a criança sobre a escola, explique por que é importante ela passar a dormir e a acordar mais cedo (para se adaptar ao horário) e inclua, na rotina dela, o preparo dos itens que a escola solicitar, assim como, a compra dos uniformes se for o caso.
  3. Não só a mãe, mas também o pai deve se envolver diretamente com a criança e com o processo de adaptação à nova escola.
  4. Se os pais ficarem inseguros ao momento da separação dos filhos (e ao tempo que ficarão longe) é importante que essa insegurança não seja transmitida aos filhos.
  5. Planeje horários e trajetos evitando atrasos para levar e pegar a criança, principalmente, nos primeiros dias de aula.
  6. Não permita que a criança chegue ao limite máximo de tolerância e stress para só então levá-la embora.
  7. Procure reservar um tempo na agenda para ficar à disposição da escola nos primeiros dias, mas sem interferir diretamente, no processo.
  8. É esperado que a criança queira desistir ao perceber que a escola tem uma rotina de atividades e que ela, ali, não poderá fazer o que quiser na hora que quiser.
  9. No entanto, os pais não devem ceder a este desejo sob nenhuma hipótese! Se o fizerem passarão para a criança um atestado de que ela foi incapaz e incompetente de superar seus medos e os novos desafios. Se decidir trocar de escola, só faça isso depois que a criança estiver muito bem adaptada e se o motivo for verdadeiramente importante. Mudanças envolvem sentimentos de perdas, incapacidade e sofrimento, e têm que ser muito bem pensadas.
  10. Tenha em mente que o ambiente escolar é bem diferente do de um parquinho ou de um clube, por exemplo. No parquinho ou no clube se as crianças se desentenderem, elas podem simplesmente abandonar a brincadeira, indo cada uma para um canto e nas Escolas de Educação Infantil, em decorrência da pouca idade, ataques de birra e frustração são tolerados. Na escola, elas terão de aprender a lidar com as diferenças individuais e com o sentimento de frustração.
  11. O tempo para esse aprendizado depende dos recursos emocionais que cada criança tem, da sua disponibilidade e segurança afetiva, da sua resistência à frustração, da sua autonomia e independência. 

YOFonte: Dino Noticias

 

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar nos Jornais de Grande Circulação do Rio de Janeiro como por exemplo O Globo, Extra e Expresso.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Jornal O Estado de São Paulo – ESTADÃO.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro e Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Diário Oficial de São Paulo – Imprensa Oficial.