Como descobrir e evitar cair na onda dos falsos influenciadores digitais

O momento é dos influenciadores digitais. Com o marketing de influência em ascensão, os creators — ou aqueles que se definem como tal — estão fazendo de tudo para atrair a atenção das marcas, inclusive, comprando falsos seguidores. Como o mercado ainda não está maduro o suficiente para entender algumas questões. Interessadas em fazer campanhas com influenciadores, elas agora correm o risco de desperdiçar verbas de marketing com influenciadores falsos — ou influenciadores reais que têm parte de sua audiência composta de seguidores fake.

“Celebridades, atletas, experts e políticos têm milhões de seguidores falsos”, alerta, sem meias palavras, o New York Times, numa extensa reportagem especial sobre o tema publicada em janeiro de 2018.

O ebook vem alertar que o número de seguidores não é apenas o que vale numa campanha de influencer marketing. Dependendo da estratégia das empresas, às vezes é mais vantajoso trabalhar com microinfluenciadores, uma vez que têm uma audiência direcionada, ou seja, falam público específico, sobre determinado nicho.

O material fala sobre as fazenda chinesas, a máquina de comprar influenciadores na Rússia, além de um caso real na Espanha, onde uma mulher obteve inúmeras vantagens das marcas sem de fato ser uma influenciadora.

“Os microinfluenciadores são uma saída para marcas que desejam iniciar ações de marketing de influência. Além de trazerem resultados expressivos, o objetivo deles não é comprar seguidores. A intenção é ter um público nichado e conversar com aquela audiência apenas“.

MAFonte: Noticias Dino

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar nos Jornais de Grande Circulação do Rio de Janeiro como por exemplo O Globo, Extra e Expresso.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar  no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar  no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro.

Clique aqui caso tenha interesse e necessidade de publicar no Diário Oficial do Estado de São Paulo.